Estruturas, Eventos, Organização

Benefício descontado em folha é vantagem? Tire suas dúvidas

Há quem acredite que quando o benefício vem descontado em folha, ele não é tão interessante assim. 

A previdência privada se tornou foco dos olhares alheios já há algum tempo, e não por acaso, a pandemia escancarou a necessidade de ter não apenas uma reserva de emergência, mas um plano sólido para o futuro.

Muitas empresas, atentas às necessidades do mercado e às demandas dos próprios funcionários, têm buscado maneiras de oferecer vantagens competitivas. 

Isso, também dialoga com a criação de laços entre companhia e colaborador, influenciando nas taxas de turnover, absenteísmo, entre outros.

Há quem tenha dúvida sobre a diferença entre plano averbado e plano instituído. 

Da mesma forma, há quem não tenha certeza se o benefício, quando vem descontado em folha, é algo positivo. 

 

Plano instituído x plano averbado

O plano de previdência instituído costuma ser bastante bem recebido, e por conta dessa situação, tende a ser a primeira opção das empresas. 

Isso tem motivo, nesse tipo de circunstância, o empregador faz aportes ao plano de previdência privada do trabalhador junto a ele.

O match, como sabemos, é um percentual do valor aportado pelo colaborador, dentro de um limite que é estabelecido pela empresa. 

Caso o empregador prefira, é possível realizar uma contribuição independente dos aportes realizados pelo funcionário também.

A limitação do match é, salientamos, estabelecida pela própria empresa. 

Um match de 100% limitado a 5% do salário, por exemplo, é uma possibilidade real. Nesse caso, o empregador colabora com 5% do que ganha, e a empresa daria o mesmo valor.

Se estiver se perguntando se isso é vantajoso para a empresa, saiba que sim. 

Não há encargo trabalhista sobre as contribuições do match, o que faz com que ele seja menos oneroso do que pagamentos feitos em dinheiro.

Há, além disso, a possibilidade de definir regras de vesting, geralmente, relacionadas ao tempo de permanência e trabalho. 

Por exemplo, é preciso trabalhar por um número de anos X para ter acesso às contribuições.

Como se pode ver, estamos diante de uma ferramenta que não apenas permite à empresa que fidelize os seus funcionários, mantendo-os motivados e reconhecidos, mas que não pesa, de fato, no orçamento geral. 

Nesse sentido, o plano de previdência privada instituído é um benefício empresarial incrivelmente desejável.

No plano averbado, apenas o colaborador é responsável por realizar as contribuições. 

Dizemos, portanto, que não existe match por parte da empresa, o empregador, assim, tem o papel de ser um facilitador.

Benefício descontado em folha é relevante?

Entendemos a dúvida em relação a isso, uma vez que ter um volume de dinheiro retirado do seu pagamento mensalmente gera algum estranhamento, e às vezes, a sensação de que estamos “perdendo”. Isso, no entanto, é um equívoco. 

Quando temos que transferir dinheiro mensalmente para uma instituição, sabemos que essa é uma necessidade (e nos comprometemos a isso). 

Se não há uma taxação em cima do dinheiro que deixamos de enviar, porém, às vezes não somos disciplinados o bastante, gastando com:

  • Roupas;
  • Fast-food;
  • Doces;
  • Itens que não são realmente importantes.

Para garantir que uma quantidade específica de dinheiro seja enviada mensalmente para planos de previdência privada, muitas pessoas preferem fazer com que esse envio se torne automático. 

Assim, o desconto é feito diretamente da conta do banco ou do cartão de crédito, sem que haja um “impulso” para tal.

Fazemos isso para que não nos esqueçamos da necessidade do envio, mas também para garantir que não gastemos o dinheiro com outras coisas. E isso não é incomum.

Quando temos a impressão de ter “dinheiro sobrando”, é natural que nos permitamos alguns luxos a mais.

Isso, se for algo pontual e não causar prejuízo a curto e longo prazo, não há nada de ruim em se permitir viver um pouco mais, comprar um presente para quem se ama, pedir delivery duas vezes na semana em vez de uma.

Se esse gasto sem planejamento financeiro se tornar um hábito, no entanto, a situação pode se complicar bastante, especialmente, se temos o costume de colocar todas as contas extras no cartão de crédito.

Portanto, tudo isso serve para explicar que quando o benefício é descontado em folha, não corremos o risco de gastá-lo com outras coisas, como poderia acontecer se ele nos fosse enviado com o nosso salário.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *